segunda-feira, 4 de junho de 2012

Educação

 


O que é educação para você? Pelo dicionário, educação é a ação de desenvolver as faculdades psíquicas, intelectuais e morais, mas falando em um português claro e colocando o foco em educação comportamental, educação é saber que o respeito que queremos para nós, também temos que ter pelos outros.
Por exemplo, se nós pensarmos que cada pessoa tem seus hábitos, sua forma de levar a vida, sua rotina e suas responsabilidades, pela boa educação, evitaremos de fazer ligações telefônicas e visitas (que não tenham sido combinadas) antes das 10h e depois das 22h.

Se moramos em um prédio, preste atenção nos barulhos que você faz, afinal, todos dividem o mesmo espaço comum. Quem mora em prédio, deve se lembrar que ao deixar sua porta aberta, agindo como se o corredor fôsse sua área de lazer, está provocando um incômodo aos seus vizinhos de porta, já que essa área é comum a todos. E o som alto? E crianças brincando em frente as portas dos outros? E os sapatos barulhentos depois da 22h e antes das 10h? E os animais que circulam livres pelos corredores muitas vezes fazendo sujeiras nas portas alheias? Sem falar, na falta de respeito - educação ao colocar seu carro na garagem sem se preocupar se está ocupando a vaga do carro ao lado. São nas ações simples que conhecemos as boas maneiras de pessoas que se respeitam e respeitam o seu semelhante, pense nisso!

Se você mora em uma casa, cuidado com o lixo colocado na porta. Nada de deixar sujeira na calçada dos outros, ou limpar a sua calçada varrendo a sua sujeira para a porta dos outros, ou brincar de bola fazendo o portão do vizinho de rede! Ou ainda, estacionar seu carro em frente ao portão do vizinho porque você quer deixar a sua porta livre, ou porque lá tem uma árvore frondosa e sua porta não tem. E os passeios com os cachorros em que vizinhos deixam seus animais fazerem suas necessidades nas portas dos outros sem recolhê-las? Se você se viu em alguma dessas situações, reveja seus conceitos e pense que seu direito termina aonde o do outro começa!

Vai sair com os amigos? Divida a conta, se não quiserem aceitar, pelo menos ofereça a sua participação. Esteja atento às conversas, ao invés de se preocupar com celulares ou tablets. Não grite, quanto mais barulhento você for, menos as pessoas se sentem à vontade para ficarem perto de você, conversa é algo para grupos e não para todo o ambiente e se for atender ao telefone, não precisa fazer com que todos os presentes participem da sua conversa. São essas e outras delicadezas do cotidiano que nos diferenciam dos demais grosseirões que vemos aos montes por aí e por mais que sejam pessoas legais, cansam.

Vai à uma festa, ou na casa de aguém? Não pense que sua naturalidade do dia a dia deve ser levada para todos os lugares, porque assim como adequamos a nossa roupa ao estilo da festa, devemos adequar os nossos modos para cada ambiente frequentado. Isso mostra, além de educação, a sua delicadeza em partilhar tais momentos com os demais. Afinal, o que seria do mundo que tem pessoas diferentes, com costumes diferentes convivendo em espaços e situações comuns, sem uma organização para dar qualidade às formas de convivência? Isso não nos faz sem personalidade, mas sim, conscientes de que não somos únicos, mas, parte de um todo. Use o bom senso para que ao adequar-se às situações, você não agrida a sua essência, porque parece contraditório, mas dentro do todo, nós somos um!

Resumindo em poucas palavras, alguém educado e aquele que se preocupa com o outro também, além de si mesmo. A educação é uma bela forma de respeito, onde boas parcerias se firmam, almas se afinam e dias são melhor vividos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário